segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Todas querem Gray

Ando completamente fascinada por um livro. Devo dizer “O” livro. Falo do Cinquenta Tons de Cinza. Estou completamente viciada e recomendo a leitura à todos que me perguntam sobre ele. Não vim aqui contar o livro – isso seria demasiadamente desagradável -, mas vim sim, dar dicas sobre ele e falar como me sinto.

A fascinação é imediata. Logo nas primeiras páginas, toda a intensidade escondida entre as palavras te arremata de um jeito que fica impossível parar de ler e impossível de não se imaginar ali. Você ri quando os protagonistas riem, você fica aflito, você fica sensível, você sente exatamente tudo o que os personagens sentem. Você concorda e retribui secretamente com um sorrisinho no canto da boca ao ler determinadas palavras e imagina, sem dúvidas, seu corpo imerso naqueles cenários perfeitos – e totalmente reais. Fazia tempo que um livro não me pegava de jeito e esse... nossa... é übber arrebatador.

O fato é que nós, mulheres, secretamente desejamos um Sr. Grey, mesmo com suas excentricidades. Mas é aquilo: o cara definitivamente tem um jeito esquisito de amar, mas é esse jeito esquisito pelo qual as mulheres ficam fascinadas. Ele ama, mas de uma maneira tão diferente, tão intensa, tão particular, que todas querem passar por aquilo, doa ou não. A questão é viver a experiência – intensamente. Eu mesma quis realizar algumas coisas... Mas sonhar pode, né?

Recomendo o livro a todas que querem viver algo no mundo da fantasia – já que o Sr. Grey não é uma pessoa tangível – mas com algumas ressalvas. Se você for do tipo que exterioriza todos os sentimentos, isto é, chora fácil quando lê algo que pode provocar choro ou ri e ruboriza loucamente quando algo a acomete de vergonha, não leia em público. Se você está numa fase “ninguém-me-ama-ninguém-me-quer”, não leia, já que é bastante provável que você fique com certo ódio da protagonista. Se você está numa fase onde o sexo é só uma palavra no seu dicionário erótico empoeirado eu diria que sim e que não. Diria que sim para aquelas que sabem se controlar e que não vão sair da leitura caçando o primeiro par de jeans masculino para dar uns amasssos qualquer, digo sim para aquelas que estão na seca, mas sabem se controlar. Diria que não para aquelas absolutamente loucas por sexo, que não vão se conter e vão querer transar com o motorista da van só porque deu vontade em qualquer lugar – depois de ter lido as partes mega picantes do livro.

Mas no fim... leia SIM!!! Faz um bem danado, dá umas ideias ótimas e altamente recomendado pras meninas – e meninos, porque não? – “openmind”. Fiquei com pena de terminar o primeiro livro... Posterguei o máximo que eu pude, mas poxa, tem mais dois (e já comecei ler o segundo)!!! Sim, o entrelace amoroso-sexual dos protagonistas e seus dilemas são divididos em 3 saborosas partes. E vai ter filme!!! Mal posso esperar!!!